Vigilância Sanitária de Amparo alerta a população

Publicado em 01 de Fevereiro de 2018 às 10h02 Última alteração feita em 01 de Fevereiro de 2018 às 10h02

Categorias:

Tags:

 

Amparo, 31 de janeiro de 2018

 

A Vigilancia Sanitária de Amparo alerta a população

 

Atraves do Dario Oficial do Estado Nº. 18 de 30/01/2018

 

CENTRO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA COMUNICADO CVS n° 07/2018 – GT Alimentos/DITEP, de 24-01-2018

Assunto: Proibição da comercialização e recolhimento do produto alimentício “Filé de Polaca do Alasca Congelado”, Marca: Fenix – Magic Fish, Lote: 16123116038J, validade 30/12/2018, importado por Fenix - Indústria e Comércio de Alimentos LTDA., situada na Rua Laurindo Minhoto, 16 – São Paulo/SP.

Referente ao Laudo de Análise emitido pelo Instituto Adolfo Lutz, do produto alimentício “Filé de Polaca do Alasca Congelado”, Marca: Fenix – Magic Fish, Lote: 16123116038J, validade 30/12/2018 cujo resultado foi insatisfatório, no ensaio de pesquisa de parasitos por conter larvas de nematóides e cestóides, em sua musculatura, indicando falhas das Boas Práticas.

A equipe técnica de Alimentos da Vigilância Sanitária do Município já está verificando em todos os estabelecimentos se encontram esta mercadoria para recolhimento, contudo se algum munícipe ou comerciante encontrar esta mercadoria, favor entrar em contato no setor através do telefone 38179309.

É importante salientar que os estabelecimentos da cidade não tem como prever um incidente deste ao comprar a mercadoria.

A Vigilância Sanitária de Amparo informa que trabalhou firme nas denuncias e inspeções sanitárias no ano de 2017, principalmente nos estabelecimentos que manipulam e  fornecem alimentos onde foram apreendidos e inutilizados 440 kg de produtos alimentícios. Alimentos estes que foram encotrados em  estabelecimentos que não atendiam as boas praticas de manipulação, colocando em risco a qualidade e segurança do produto fornecido aos consumidores.

Nosso dever alem de fiscalizatório é de orientar nas inspeções as boas práticas de manipulação de alimentos, para isso no ano de 2017 também mudamos a dinâmica de trabalho com os ambulantes que entraram solicitando licença de Funcionamento. Todos foram chamados em grupo e capacitados para atender as boas praticas de manipulação de alimentos.

Nessa nova dinâmica alem dos ambulantes de alimentos, a equipe técnica de Saúde também trabalhou com os processos de cabeleireiros, barbeiros, manicures, pedicures e esteticistas. Um total de 140 ambulantes e 100 profissionais de beleza foram capacitados pela equipe no ano de 2017.